skip to Main Content

 

 

 

 

 

Edgard Armond nasceu em 14 de junho de 1894, em Guaratinguetá, São Paulo. Ingressou na Força Pública do Estado de São Paulo em 1914, e permaneceu até sua baixa, em 1940, como comandante do Serviço de Intendência e Transporte.

Sempre teve um interesse pessoal por espiritualismo, estudando ou mantendo contato com diversos líderes esoteristas, ocultistas e espíritas. Em abril de 1938 foi abordado por um pedreiro, que tinha feito um pequeno serviço na casa dele, há alguns meses. Se apresentou como frequentador de um Centro Espírita na Vila Mariana e precisa passar um recado: em junho deste ano, seria vítima de um sério acidente.

Não deu Importância ao aviso, até que no dia 28 de junho, bateu forte seu carro em um caminhão de água da Prefeitura, quebrando os dois joelhos. No dia seguinte, hospitalizado, foi procurado por duas pessoas: o motorista do caminhão que vinha pedir ajuda para não perder o emprego e a sua carta, pedido esse que atendeu; e o pedreiro que informava que o que aconteceu foi para ele poder trabalhar para o Espiritismo.

Em 1939 começa a frequentar a Federação Espírita do Estado de São Paulo e já no mesmo ano foi eleito para secretário-geral.

Naquela época, a carência de médiuns preparados era muito grande, e em 1947 criou o primeiro Curso de Médiuns, com auxílio espiritual direto do Dr. Bezerra de Menezes.

Neste mesmo ano, promove o 1º Congresso de Unificação Estadual, que reuniu na Federação a quase totalidade das instituições espiritas do Estado. A partir deste movimento criou a USE, entidade que presidiu por curto período de tempo.

Em 1950 implanta a primeira Escola de Aprendizes do Evangelho, cumprindo um programa do Alto, com o objetivo de oferecer conhecimentos espirituais mais amplos, principalmente para a reforma íntima, com base na evangelização. A inspiração para a caderneta pessoal surgiu lendo o livro “Harpas Eternas” de Hilarion do Monte Nebo, que descreve como os Essênios a usavam no tempo de Jesus.

Em 1967, por motivos de saúde, afasta-se da direção da Federação Espírita do Estado de São Paulo e em dezembro 1973, colabora para formação e criação da Aliança Espírita Evangélica.

Retorna à pátria espiritual em 29 de novembro de 1982. Ainda hoje continua atuando junto a Ismael pela missão planetária do Brasil, mas não mais como um comandante, mas como irmão Edgard.

This Post Has One Comment
  1. Muiita Gratidão a Deus,na Intercessão da Divina Luz do Espírito da Verdade por encaminhar o Mestre (Irmão) Edgard nos Iluminando no camino da Espiritualidade e na reforma Íntima!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top