skip to Main Content
Ensinar é Aprender Duas Vezes!

Os cursos de formação de Evangelizadores da infância visam oferecer o início de um processo de autoconhecimento e aprofundamento nos estudos.

 

O planejamento de aulas, estágios de observação e estágios práticos, exigidos pelo curso ministrado em abril 2019, pelas regionais da capital São Paulo são tarefas fundamentais para o evangelizador que deseja se aprimorar e contribuir com esta tarefa.

 

Como afirmou Vera Perez na apresentação do livro Curso de Preparação para Evangelizador Infanto-Juvenil:

 

Temos lutado por uma Evangelização calcada na legenda dos cinco “S”: Seja Sempre Seguida a Sério Semanalmente, procurando atender às solicitações de cursos e orientações para a implantação e capacitação de evangelizadores para o bom desenvolvimento das Aulas de Moral Cristã, a fim de que as crianças recebam atenção em todos os seus aspectos: moral, espiritual e emocional. (…) Esperamos que a essência dos ensinamentos na exposição das aulas seja atingida, pois a simplicidade e a objetividade nas explicações deverão preponderar, e através destas informações mostrarem o que a evangelização pode fazer pelo crescimento das crianças na busca da paz e da renovação interior.

 

O objetivo é facilitar a realização dos Cursos Preparatórios, para o maior número de alunos, oferecendo informações básicas e esclarecedoras para a realização deste trabalho – Evangelização Infanto-Juvenil.

 

Com este trabalho buscamos colaborar com a preparação de trabalhadores que desejam a transformação do clima social e espiritual do Brasil, pois sabemos que somente pela formação moral cristã, iniciada na infância, as crianças descobrirão e construirão um mundo cada dia melhor!

 

“MIL CONCEITOS TEÓRICOS DE NADA VALEM SE NÃO FOREM APLICADOS CORRETAMENTE”

 

E acrescento:

SERÁ NECESSÁRIO UM PLANEJAMENTO!

 

O planejamento da aula é muito importante. Ao planejarmos com antecedência, vamos nos ligando ao tema, observando a nós mesmos como estamos, pensamos nos recursos que podemos utilizar e vamos em busca deles.

 

Planejando uma aula sobre boas maneiras para uma turma de Primário, uma aluna do curso pensou numa gincana: ela apresentou imagens com situações do cotidiano e propôs que, em duplas, imitassem ou adivinhassem o que representavam as figuras. Ao fazer a avaliação da aula que ministrou, ela constatou que deveria aumentar o nível de complexidade das figuras apresentadas. Esta constatação representa um salto na percepção da necessidade de aperfeiçoamento. Aqui registramos o inicio de um ciclo de aprimoramento. Meus objetivos foram atingidos? Posso melhorar? Sempre assim, buscando fazer o melhor, estudando, nos autoavaliando.

 

Ensinar a planejar, orientar para que esse aprendizado se transforme num hábito através dos estágios práticos, é assim que o Curso de Preparação pode fazer a sua parte na formação dos Evangelizadores.

 

Maria Eliana Vieira – SP Leste

Maria Filomena Cordeiro Lopes – SP Sul

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top