skip to Main Content
A GALINHA AFETUOSA

A GALINHA AFETUOSA

 

 

Sugiram os primeiros raios de sol

O galo canta cocoricocó

Todo galinheiro a despertar

A agitação a começar

Có có có, piu piu piu, tô fraco tô fraco

 

A galinha afetuosa assim chamada

Chocou ovos de pato, corvo, até de coruja

Sentada sobre os ovinhos, deixando quentinhos

 

 

Rompiam-se os ovos

As avezinhas recebiam amor,

Carinho e minhoca

 

Ao crescerem, um drama

Voavam para longe, embora iam

Por serem diferentes

A galinha afetuosa chorava, chorava

 

Chocou um ovo de pavão, bruto era

Chocada ficou

Como todos os outros, foi embora

 

A caridosa ave desesperou

Chorou, chorou …

Triste, sem comer

 

 

A galinha experiente tudo observou

A galinha afetuosa

A história lhe contou

 

A experiente comentou

Pense no Mestre Jesus

Quanto sofreu quando por aqui passou

Tudo é obra de Deus Nosso Pai

 

 

Não importa se os ovos são seus ou não

Chocando continue

Ajudando em nome de nosso Pai Criador

Reconhecida ou não, isso não importa

O importante é trabalhar para Deus.

 

Será que a galinha afetuosa aceitou a explicação e viveu mais feliz?

 

Ivete Tamashiro

CEAE Patriarca

Regional SP Leste

 

 

Poema baseado na história de mesmo nome, psicografia de Francisco Candido Xavier, pelo Espírito Neio Lúcio, que pode ser encontrada nos seguintes livros:

 

 Alvorada Cristã, 5ª edição, editora FEB, 1977, pág. 145.

A Vida Fala – I, adaptação para quadrinhos por Roque Jacintho, 10ª edição, editora FEB, pág. 23.

A galinha afetuosa, Francisco Cândido Xavier, por Neio Lúcio, editora FEB.

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top