skip to Main Content
Guerra E Paz

Excepcionalmente nesta primeira sexta-feira de abril publicaremos a coluna Evangelização Infantil – união sem fronteiras, com reflexões sobre tema em evidência nos dias que correm e uma proposta de aula.

 

Guerra e paz

 

Enfim retorno presencial, com guerra e tudo!

No Grupo Espírita Razin retornamos presencialmente, agora em Março, na Evangelização Infantil, depois de exatos dois anos longe. E estamos redefinindo tudo. Neste momento é tudo junto e misturado mesmo, deixando as crianças matarem as saudades enquanto vamos harmonizando novamente a equipe de evangelizadores e sala de passes.

Mas quero contar da aula de 12 de março de 2022:

Tema: Guerra e Paz.

Objetivo: Valorizar formas pacíficas de resolver os problemas e conflitos. Para que as crianças descubram o que podem fazer para ajudar a transformar o mundo num lugar melhor.

Bibliografia: CONVERSAR SOBRE A GUERRA – Perguntas e respostas para pais e cuidadores de crianças e jovens, material elaborado pela Ordem dos Psicólogos de Portugal¹.

Desenvolvimento da aula:

No primeiro momento foi importante ESCUTAR SUAS PREOCUPAÇÕES. Ouvir seus medos, dores, tristezas, confusões e, então, transmitir o sentimento de segurança e proteção. Ouvimos também os pais, que já deram SPOILER de muitas dicas legais sobre como se sentem e como resolvem os sentimentos ruins.

Contamos sobre o que é a guerra, sobre todos os sentimentos e acontecimentos ruins que são gerados e contrastamos com os ensinamentos de Jesus de amor, mansidão, não violência e paz.

Daí propusemos uma experiência! Demos um PROBLEMA para resolverem PACIFICAMENTE em duas equipes. Cada grupo recebeu um bolo simples de chocolate e muitos confeitos e caldas. Deveriam escolher dois ingredientes para enfeitar o bolo (tinha três crianças em cada equipe), chegando num acordo entre elas. Depois deveriam apresentar ao outro grupo e convencê-los de que o deles era melhor.

Observamos o resultado: quando decidiram dentro da equipe estavam harmoniosos, democráticos e pacíficos. Daí, quando foram explicar à outra equipe, naturalmente se posicionaram como lutadores de boxe, encarando o adversário! Pegamos no ato para explicar sobre as pequenas GUERRAS DO NOSSO DIA-A-DIA, como demonstramos através da expressão corporal, do olhar e das palavras este convite ao DUELO, da suposta superioridade que aparece quando somos afrontados. Guerras que nem sempre se expressam por violência física, mas também machucam.

Depois refizemos a apresentação final de forma mais humilde, incluindo muito amor e consideração às escolhas e gostos de cada um. PROBLEMA DELICIOSO RESOLVIDO! Agora é só comer!

E para finalizar teve “guerra”! Cada time de um lado, armado com bolinhas de sabão e cantando “Vibrações de Amor”. Todos se divertiram com as bolhas representando ORAÇÕES, MUITA LUZ E COR para todos aqueles que não podemos ajudar diretamente.

Gratidão crianças e equipe!

 

Luiza Bastos – GE Razin

Regional São Paulo Centro

 

¹ Disponível em: https://cnnportugal.iol.pt/ucrania/russia/quer-conversar-sobre-a-guerra-com-uma-crianca-e-nao-sabe-como-perguntas-e-respostas-que-podem-ajudar/20220306/6220ce3c0cf21847f0aed5ad (visitado em 01/04/2022).

This Post Has One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top